quinta-feira, 10 de maio de 2018

QUINTA DE POESIA



PORQUE DOMINGO É DIA DAS MÃES!




   Aracy


O que tenho eu de ti que mais reflete
Minha maneira de pensar, mi’a personalidade
Que não posso ocultar que se repete
De forma natural em meio a realidade
Do que agora sou do que fui me transformando
Desde que ao mundo me trouxeste e a velar
Por mim andaste sempre nunca cansando
De me mostrar o que era certo e a deixar
Que eu tirasse minhas próprias conclusões
Dos fatos desta vida mas com cuidados
Prá que não me afogasse em contradições
Posto que era claro aos teus olhos amados
Que propensão eu tinha para construir castelos
No ar e achar que tudo estava certo

Que molde usaste tu de desenhos belos
Que à minh’alma mostrou qual livro aberto
As páginas ilustradas com as aventuras
Em que sonhaste ser eu o herói do dia
A não ter temor algum de quaisquer alturas
Se amor fosse a fonte única de energia

Ah! como bem me ensinaste essas lições de vida!
Que guardo no peito e que me são escudo
Que me deixam inda ouvir tua voz querida
A me aconselhar quando perplexo e mudo
Me vejo a tentar uma explicação razoável
Tenha paciência oh! meu filho querido!
Porque na vida quase tudo é perdoável
Se também deres ao coração o teu ouvido.


 Paulo Corrêa Meyer 
                   
                                                                                                            

                                              

Nenhum comentário: