terça-feira, 5 de junho de 2018

UMA COLEÇÃO



VALE A PENA VER DE NOVO

Vale apena ver de novo esta minha postagem de Setembro de 2014!  E vale ver, também, este adendo que fiz, para mostrar os novos potes (24) que vieram se juntar a esta magnífica coleção! Muitos formando par com algum pote já existente. São, agora 71 potes !



POTES COM TAMPA ARREDONDADA


POTES COM TAMPAS CÔNICAS
 

O POTE MAIS PESADO DA COLEÇÃO



O ÚLTIMO POTE ADQUIRIDO!



POSTAGEM DE SETEMBRO DE 2014.

Coleções de objetos, geralmente, agrupam peças iguais ou parecidas que têm seu valor pelo conjunto que formam. Esta coleção de potes de farmácia de um colecionador, amigo meu, é de uma beleza incrível! Cada pote é lindo em si, mas é fantástico vê-los todos juntos, muitas vezes em pares, trios ou mesmo quatro da mesma procedência. Todos em porcelana dura, estes potes são do período que vai do século XIX até o início do século XX. Eles eram usados até a metade do século passado e cumpriam duas finalidades ao mesmo tempo: guardavam medicamentos, essências e outros produtos e decoravam as prateleiras das farmácias. O pote que deu início a esta coleção, em 1963, foi presente de um tio do colecionador que havia sido proprietário de uma farmácia no interior do Rio Grande do Sul. Os potes que se seguiram foram presenteados ou adquiridos em leilões e antiquários no Brasil e no exterior. Algumas peças desta  coleção, que mostro aqui, foram fotografadas para o trabalho de pesquisa da Fundação Roberto Marinho , "1º Inventário do Acervo Cultural Farmacêutico no Brasil" e reproduzidas, em 1981, no livro Memória da Farmácia.


O pote que deu início a coleção
A coleção
Ainda há lugar para outros potes!
Um quarteto lindo.
A cobra e a taça como símbolos da farmácia.
A decoração dourada tende a desparecer mais facilmente pois o ouro é queimado a baixa temperatura.
Toda a decoração pintada à mão

Nestes quatro potes a decoração com imagens da Digitalis e da Papoula, flores usadas em medicamentos
Estes dois potes com tampas em formato de chapéu chinês, cônicas
Potes com decoração mais simples, como se fosse uma etiqueta

Um formato diferente
Esta pode ser Hígia, filha de Esculápio e Deusa da Saúde.
Potes raros com seu fundo azul
Marcas de algumas manufaturas de porcelana encontradas no fundo dos potes: T. BOBIN, E. RENAULT, VIMEUX, H.VIGH.LF.FAB., MEHUN , A&R (LIMOGES), BINORI.

Fotos dos potes no livro Memória da Farmácia


Fotos minhas

2 comentários:

Debora disse...

Mostrei seu post para o meu marido e ele ficou impressionado com esta coleção maravilhosa!
Parabéns pelo seu blog, sem dúvida o mais refinado dentre todos aqueles que eu acompanho! Você sempre trata de temas maravilhosos!
Lindas fotos!

MARIA ARACI disse...

Debora: adoro tua opinião!!!! Teu blog também é uma referencia para mim, estando na minha lista de blogs preferidos!